Afinal, como fazer uma delegação de tarefas eficiente para funcionários?

A delegação de tarefas é uma prática de gestão indispensável para qualquer empresa, mesmo para aquelas de pequeno porte, que contam com poucos colaboradores. Basta pensar que nenhum empresário é capaz de administrar o negócio sozinho, por mais que conheça e domine com fluência todos os processos operacionais.

Distribuir responsabilidades é mais do que simplesmente ordenar afazeres. Tal iniciativa representa o compartilhamento de autonomia, cujo resultado é o desenvolvimento profissional dos funcionários e o crescimento da empresa, consequentemente. Com isso, todas as partes ganham, pois ninguém fica sobrecarregado e as metas são atingidas com qualidade, organização e consistência.

Mas afinal, como fazer uma delegação de tarefas eficiente para os colaboradores? Essa é uma questão recorrente para muitos gestores de equipe, considerando que liderar não é algo simples, lógico e exato. Neste post, apresentamos a você, leitor, algumas dicas para delegar responsabilidades à sua equipe. Ficou curioso para descobrir? Continue conosco e tenha uma boa leitura!

Mapeie os processos da empresa

O trabalho de gestão profissional de uma empresa abrange inúmeras práticas. Entre elas podemos destacar o mapeamento de processos do negócio, ou seja, todas as atividades necessárias para o seu funcionamento: atendimento ao cliente e aos fornecedores, vendas, administração dos canais de comunicação, cobrança, compras de produtos, manutenção, entre tantas outras, dependendo do ramo de atuação e do porte do empreendimento.

Essa identificação é importante porque, a partir dela, é possível distribuir as responsabilidades para cada funcionário segundo o perfil, formação acadêmica e competência de cada um. O certo é que não é viável, nem inteligente, o empresário tomar conta de tudo, como ocorre em muitos casos, seja por desconfiança ou centralização.

Pense na delegação de tarefas como uma estratégia

Além de compartilhar responsabilidades e equilibrar o trabalho entre os funcionários, a delegação de tarefas permite que o empreendedor tenha mais tempo para pensar e agir em favor do crescimento do negócio.

Isso significa estabelecer metas, buscar novos nichos e oportunidades de mercado, enfim, dedicar energia para projetar objetivos e caminhos para que a empresa os atinja e cresça.

Promova treinamentos aos funcionários

Mais que delegar tarefas, é necessário capacitar os colaboradores para exercerem as funções com excelência e assumirem responsabilidades com confiança. A grande sacada é distribuir as atividades segundo o perfil e competência de cada funcionário, para depois oferecer treinamento.

Lembre-se: a capacitação é importante. Sem ela, aliás, é inviável cobrar resultados da equipe. Muitos gestores acreditam que liderar se restringe a delegar tarefas. Na verdade, liderar significa, antes de tudo, compartilhar conhecimento.

Acompanhe as atividades

Acompanhar as atividades também faz parte do trabalho do gestor, após a delagação de tarefas e a capacitação dos colaboradores, evidentemente. Essa parte do processo é fundamental e deve ser constante, visto que, no final das contas, o responsável pelo produto/serviço é o empresário.

Logo, monitorar o que está sendo realizado, de qual maneira, se precisa mudar algo, melhorar aqui e ali, enfim, tudo isso compõe a rotina de uma empresa e é responsabilidade do líder.

Avalie os resultados e dê feedbacks

Nessa mesma perspectiva, encontra-se a avaliação dos resultados produzidos pelos funcionários e os feedbacks. Essa prática contribui com o desenvolvimento de cada colaborador e qualidade da empresa. Feitos da maneira correta, os retornos por parte do gestor podem resultar em ganhos altíssimos.

Trabalhe em função do crescimento conjunto entre empresa e funcionários

Finalizamos este post reafirmando a premissa de que a delegação de tarefas é muito mais ampla do que parece. Ela permite a divisão equilibrada e estratégica de atividades, reduz o risco de serviços se acumularem e de funcionários se sobrecarregarem. Além disso, garante autonomia, desenvolvimento e sinergia a toda a equipe de trabalho, aspecto que influencia positivamente nos resultados da empresa.

Portanto, caro leitor, trabalhe com essa perspectiva e execute a delegação de tarefas de modo estratégico, em função do desenvolvimento pessoal e profissional dos funcionários e, claro, do crescimento do seu negócio.

Gostou do conteúdo? Aproveite para ler nosso artigo sobre 5 dicas para profissionalizar a empresa e ter uma gestão eficaz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *