Descubra como emitir boleto bancário sem depender de bancos

Com o mercado altamente competitivo, oferecer diversas formas de pagamento ao cliente é requisito indispensável para não perder vendas e ficar em desvantagem em relação à concorrência. Além do cartão de crédito, emitir boleto bancário é, atualmente, uma das opções mais comuns nas relações entre empreendimentos e consumidores.

Diferentemente do que muitos pensam, a emissão de boleto não é um recurso restrito apenas às grandes empresas. Pequenos negócios também podem usufruir do serviço, mesmo aqueles que não têm convênio em bancos. Você pode estar pensando: como isso é possível?

Preparamos este post justamente para responder a essa pergunta e esclarecer como é viável emitir boleto bancário sem estar vinculado a uma instituição financeira. Além disso, vamos te mostrar por que essa alternativa é uma das melhores formas de pagamento para seus clientes e as vantagens de realizá-la de maneira automatizada.

Ficou curioso para descobrir, caro leitor? Fique conosco e acompanhe o texto até o fim!

Como e por que emitir boletos bancários para recebimento dos seus clientes?

As formas de pagamento que o empreendedor oferece aos consumidores influenciam diretamente nos resultados do negócio, certo? Isso porque a lista de alternativas para fazer pagamentos, hoje, é extensa e geralmente envolve crédito e prazo.

Sem contar a concorrência voraz do mercado, que força as empresas a adotarem estratégias e maneiras de prospectar e fidelizar clientes.

Nessa perspectiva, o boleto é oferta essencial na hora de negociar com o consumidor, na medida em que se encontra como a segunda opção mais preferida de pagamento dos brasileiros.

Uma das explicações plausíveis para isso é o fato de o cliente não precisar ter conta em banco nem crédito para efetuar a transação, firmando seu compromisso exclusivamente com a empresa na qual comprou um produto ou contratou um serviço.

As taxas de juros bancárias — especialmente as relacionadas ao cartão de crédito que ultrapassam os 400% ao ano — são a principal causa para o consumidor procurar outras formas de pagamento. No comércio online, por exemplo, o boleto tem se tornado cada vez mais comum.

Diferentes formas de emitir boleto

Do lado do empreendedor, as mesmas taxas de juros que atingem o bolso do cliente interferem no caixa do negócio. Trabalhar com boleto enquanto forma de pagamento, no entanto, não significa fugir dos bancos especificamente.

Contudo, há diferentes formas de executar tal ação. Veremos algumas delas ao decorrer deste texto, como a emissão por meio de um contrato com instituição bancária ou por ferramentas intermediadoras — que não requerem conta bancária.

Emitir boleto sem ter convênio em banco? É possível?

Assim como o vínculo com um banco gera custos para o consumidor (pessoa física), ele produz despesas para a empresa (pessoa jurídica). Vamos entender por quê.

Todo mundo sabe que as instituições bancárias cobram taxas de serviço, correto? Ou seja, só o fato de utilizar as ferramentas disponíveis no ambiente bancário já são suficientes para render algum custo.

Com a emissão de boletos, não é diferente. E é justamente nesse ponto que se encontra um dos principais motivos de os microempreendedores buscarem alternativas mais baratas para escaparem dos juros bancários — que tornam o serviço desvantajoso e pouco atraente.

A boa notícia para você, leitor, é que sim, isso é possível. Com o avanço exponencial da tecnologia, diversas soluções foram criadas, sobretudo para a emissão de boleto.

São as chamadas ferramentas intermediadoras de pagamentos — realizadas geralmente por empresas especializadas, como a Nosso Crediário, cujo valor do serviço é consideravelmente menor em comparação com os bancos.

Apesar do custo inferior, a emissão do boleto é automatizada, segura e dispensa a conta bancária para emissão. Além do mais, com uma plataforma intermediadora de pagamento, a empresa não precisa se preocupar com a burocracia legal e administrativa da gestão de recebimento.

Como funciona na prática?

Vejamos alguns aspectos e procedimentos que compõem a emissão de boleto na prática e qual é o melhor caminho para o microempreendedor.

Todo boleto precisa ser registrado em banco

Segundo as novas regras da Federação Nacional dos Bancos (Febraban), todos os boletos devem ser registrados em banco. Antes, era possível gerar o documento sem registro em instituição financeira — alternativa mais econômica e mais procurada pelos pequenos empreendedores.

Contudo, outra opção para economizar com juros bancários é procurar as plataformas intermediadoras.

Plataformas intermediadoras

Sem dúvidas, contratar os serviços de uma empresa especializada para gerar seus boletos via plataforma digital automatizada e administrar o recebimento dos pagamentos de seu negócio é uma alternativa interessante.

Afinal, você deixará de pagar taxas bancárias altíssimas e ainda evitará as cansativas idas ao banco e se deparar com toda aquela burocracia que dá sono.

Quais são as principais vantagens de utilizar boletos?

Como já vimos, o boleto bancário é uma das melhores formas de cobrar seus clientes, além de ser a segunda opção mais utilizada pelos brasileiros no comércio. Mas não para por aí.

Vamos listar algumas vantagens específicas desse serviço:

Taxas menores

A emissão de boleto é uma das maneiras mais baratas de cobrar seu consumidor. Mesmo realizada via banco, é mais econômica que outras formas, como o cartão de crédito.

Mais chance de receber o pagamento

A maior probabilidade de receber o dinheiro em poucos dias após o pagamento do cliente é outra vantagem do boleto. Em outras modalidades, o crédito pode demorar até 30 dias para chegar em suas mãos.

Mas não se engane! Sempre haverá a chance de sofrer com inadimplência, considerando, principalmente, os altos índices dessa questão no Brasil — são mais de 60 milhões de pessoas inadimplentes.

Praticidade

O boleto é prático, simples e flexível. Ainda que o consumidor atrase o pagamento, poderá fazer depois do vencimento, com o acréscimo irrisório de multa diária e sem cancelar o serviço. Resumindo: menos dor de cabeça e burocracia.

Além de tudo isso, o  boleto é seguro. Não é à toa um dos meios mais usados no comércio online. Nele, constam todas as informações do cliente, empresa, produto e valores. Ou seja, segurança garantida ao cliente e ao seu negócio, leitor.

Ficou claro que emitir boleto bancário é vantajoso, seguro e que ainda pode ser feito mesmo sem ter convênio com banco, não é mesmo? São essas soluções de gestão que fazem toda a diferença em sua empresa e nos seus resultados, principalmente.

Entre em contato conosco e conheça nossos serviços. Podemos oferecer a solução ideal para o seu negócio. Nosso telefone é (35) 3294-1175.

2 comentários em “Descubra como emitir boleto bancário sem depender de bancos

  1. Pingback: Crediário próprio em lojas: por que devo ter na minha? - Nosso Crediário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *