Saiba como evitar problemas realizando uma análise de crédito eficaz

análise de crédito eficaz

A crise econômica e o alto índice de desemprego no país geram inseguranças para qualquer negócio, certo? Diante de tal cenário, se a concessão de crédito (crediário) para pessoa física é uma interessante e recorrente estratégia varejista — de atração e fidelização de consumidores —, ela se torna também um risco para os cofres de sua empresa, em razão de possível inadimplência.

Saber como evitar problemas futuros a partir de uma análise de crédito eficaz, portanto, é um excelente caminho para você, empresário, fazer com que o aumento de suas vendas seja acompanhado pela entrada efetiva de recursos — de modo a preservar a saúde financeira de seu empreendimento.

Mas, como fazer uma análise de crédito eficaz e reduzir os riscos de inadimplência? É o que propomos explicar neste post. Ficou interessado em descobrir? Então, siga com a leitura e absorva conhecimentos relevantes que vão te ajudar a realizar esse procedimento na rotina de venda de seu negócio.

O que é uma análise de crédito para pessoa física?

Há no senso comum algumas confusões quanto aos conceitos de crédito e financiamento. Por isso, antes de entendermos como realizar uma análise de crédito eficaz para pessoa física, é pertinente compreender bem o que é crédito e quais são suas características e diferenças em relação ao financiamento.

Crédito x Financiamento

Comecemos pela caracterização dessas diferenças. O crédito pode ser definido como um recurso financeiro que a empresa disponibiliza para o cliente, cujo valor deve ser devolvido — sob a política de taxas de juros. No caso de uma loja, por exemplo, esse crédito pode ser concedido por meio de um sistema de crediário, no qual o cliente parcela sua compra e cujo valor é pago via carnê.

Já o financiamento é uma prática um pouco mais complexa, em que o recurso a ser disponibilizado ocorre mediante um planejamento de como será gasto e para qual finalidade. Geralmente, esse serviço é realizado por instituições financeiras especializadas. Um exemplo prático é o financiamento de um carro. Nesse caso, o montante financeiro é viabilizado para um objetivo em especial e no qual o retorno é de longo prazo.

Análise de crédito

Agora que ficou mais claro essa diferença, voltemos à análise de crédito, que é um procedimento necessário para avaliar, de maneira criteriosa, a capacidade de pagamento do consumidor solicitante. É o momento no qual são verificados os riscos do processo. No âmbito varejista: a inadimplência.

Nessa análise, devem ser estabelecidos critérios e indicadores que vão aferir as condições do cliente em arcar com a dívida e não prejudicar a saúde financeira de seu negócio.

É a partir dessa avaliação, portanto, que você decide ou não em conceder o crédito àquele seu cliente que precisa — considerando, é claro, qual será a taxa de juros, o prazo de pagamento e outros requisitos contratuais.

Mas fique tranquilo, caro empresário, explicaremos cada um desses elementos mais à frente.

Quando é necessário fazer esse tipo de análise?

Se seu negócio já possui um sistema de crediário ou você ainda pretende implementá-lo, esse tipo de análise será sempre necessário. Isso porque uma quantidade elevada de vendas não significa necessariamente que o fluxo de caixa de sua empresa está saudável.

Ou seja, se em um mês seu empreendimento comercializou 100 itens de produtos e recebeu pagamentos apenas em 50, haverá déficit orçamentário quando a conta for fechada.

O crediário, então, pode ser comparado ao famoso método de comprar “fiado”, acrescido de juros, se possível. Da mesma forma que pode ser vantajoso para a empresa/comércio e para o cliente, pode gerar riscos e, consequentemente, prejuízos. Por isso, é tão importante saber fazer uma análise eficaz, que traga segurança econômica e jurídica ao seu negócio.

Como fazer esse tipo de análise?

Vejamos agora como fazer, na prática, uma análise de crédito para pessoa física, a partir de principais critérios e indicadores.

Identificação do cliente

O primeiro passo é identificar o cliente. Obter e consultar seus dados cadastrais, como RG, CPF, comprovante de residência se possível, com o objetivo de constatar a autenticidade da identidade do solicitante. Caso o consumidor já possua cadastro em sua loja, basta solicitar a atualização dos dados.

Comprovação da renda

A comprovação da renda é imprescindível na análise. Ela permite mensurar precisamente a capacidade de o cliente pagar o crediário ou não. Holerites de pagamento e contracheques podem servir como  documentos comprobatórios, bem como contato do seu empregador para verificação.

Outra forma de comprovação pode ser a solicitação da referência de empresas nas quais o solicitante já possui cadastro e realiza compras.

Consulta aos órgãos de proteção ao crédito

Com o número do CPF do cliente em mãos, é possível consultar seu histórico de compras e sua situação no Serasa ou SCPC. Essas informações são seguras e vão servir como referência para a análise, considerando se já houve problemas com atrasos ou inadimplência por parte do cliente.

Análise do perfil

A análise do perfil do solicitante pode ser feita por meio da técnica score de crédito, indicador que apresenta uma pontuação resultante do relacionamento do consumidor com o mercado de crédito. Na pontuação, são considerados pagamentos de contas em dia, histórico de dívidas negativas, relacionamento financeiro com empresas e dados cadastrais atualizados.

O que é gestão de riscos?

Todo esse processo de análise de crédito para pessoa física compõe a gestão de riscos de um negócio. Gerir de riscos é, antes de tudo, reconhecê-los para buscar formas de evitá-los.

Deixar de trabalhar com sistema de crédito pode ser uma maneira de prevenir perdas. Por outro lado, é uma prática que pode resultar na perda de consumidores para os concorrentes. Não tem jeito! No universo empresarial, sempre haverá riscos de ter prejuízos.

O que pode ser feito é adotar métodos e técnicas para reduzir esses riscos, como implementar a análise de crédito em seu negócio. É uma ação que pode ser feita por conta própria ou por contratação de serviço especializado — o que é mais indicado, inclusive.

Gostou do conteúdo? Veja também qual é a importância de fazer uma análise de crédito antes da venda e como fazer.

 

Gostou do post? Viu como essas informações podem ajudá-lo a ampliar seus conhecimentos de gestão para sua empresa? Então, aproveite para assinar nossa newsletter e não perca nenhuma novidade do blog!

Um comentário em “Saiba como evitar problemas realizando uma análise de crédito eficaz

  1. Pingback: Crediário próprio: como funciona e como implementá-lo na sua empresa - Nosso Crediário - Sistema de Gestão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *